quinta-feira, fevereiro 20, 2020

BITCOIN: A primeira transação foi entre Satoshi e Hal Finney

Você sabia que é possível dar gorjetas para os mineradores que processarem suas transações? Ou que o FBI e a Wikileaks ganharam muito dinheiro com Bitcoin? Essa é a primeira matéria de uma série que chamamos de “Fatos sobre Bitcoin”. A proposta é compartilhar aqui sete coisas realmente curiosas e interessantes sobre a mais famosa moeda digital do mundo.

Em muitos sites está presente a famigerada história de que a primeira transação comercial foi para comprar duas pizzas. O fato é que houve um arranjo entre um usuário americano, chamado Laslo Hanyecz e outro usuário britânico, chamado “jercos”, num fórum de Bitcoins. Jercos recebeu um total de 10.000 bitcoins e então utilizou moeda fiat por meio de um pagamento transatlântico para pagar as pizzas e a entrega nos EUA.

Como todo mundo sabe a identidade de Satoshi Nakamoto, criador do código, é desconhecida. Mas, sabemos para quem ele enviou sua primeira bitcoin. Foi para o programador Hal Finney, que foi o primeiro cidadão a acreditar no potencial da Bitcoin.

Ele era um ativista cypherpunk que defendia com ardor a criptografia e a liberdade da rede. Um idealista que sempre acreditou na capacidade da encriptação para criar algo revolucionário, como uma moeda descentralizada e pública. Disse ele:

“O computador pode ser usado como uma ferramenta para liberar e proteger as pessoas, ao invés de controlá-las” .

Sua história de vida é motivadora. Ele enfrentou uma doença degenerativa que em quatro anos o deixou completamente paralisado; entretanto, Finney continuou a programar e usou a maioria de suas bitcoins para custear despesas médicas.

Mas o final de sua biografia é ainda mais incrível. Num gesto audacioso, Hal Finney pagou para congelar seu corpo, através de criopreservação realizada pela clínica Alcor Life. Um último ato de vanguardismo em direção a novas e instigantes tecnologias.

Gostou de saber que “A primeira transação foi entre Satoshi e Hal Finney”? Compartilhe essa história entre seus amigos em suas redes sociais!

Jornalista, sob o número 0012243/DF

Must Read

Empresa de transporte rodoviário aceita pagamento com criptomoedas

As criptomoedas ou moedas virtuais estão cada vez mais alcançando novos setores, seja no comércio, indústria e prestação de serviços. No último mês, uma empresa...

Equador descobre uma das maiores minas de ouro, prata e cobre do mundo

Os recursos naturais da América do Sul não param de ser descobertos. O Ministério de Energia e Recursos Naturais Não Renováveis do Equador anunciou...

Litecoin tem 350% de valorização em 2019

Nem só de Bitcoin vive o mundo das criptomoedas. O gráfico de crescimento e valorização do Litecoin é ascendente e a moeda já valorizou...
Atendimento do Blog G44